As Atrações do Parque Nacional da Serra da Bocaina são muitas

Angra dos Reis

Angra dos Reis no caminho do Parque Nacional da Serra da Bocaina

O Parque Nacional da Serra da Bocaina (PNSB) é uma das maiores áreas protegidas da Mata Atlântica.  A área de 104 mil hectares abrange um enorme trecho da Serra do Mar, na divisa entre os estados do Rio de Janeiro e São Paulo, chegando ao nível do mar, com paisagens de grande beleza e riqueza de fauna e flora, sem contar cidades históricas, já que é uma das atrações especiais de Paraty e Angra dos Reis, no litoral do Rio de Janeiro.

Rodovia 165

RJ 165 leva até a divisa com Cunha, SP

Neste trecho, a  RJ 165 leva da cidade de Paraty até trechos da antiga Estrada do Ouro, até a divisa com Cunha (SP), passeio que torna possível conhecer parte desse patrimônio exclusivo, pois a rodovia corre dentro do Parque.

 Pela antiga Estrada do Ouro, um caminho tortuoso entre montanhas íngremes, que era usado no período colonial para o transporte do ouro que vinha de Minas Gerais e se dirigia ao porto de Paraty com destino a Portugal, mulas e escravos levavam a preciosa mercadoria.

Placa indicativa da Estrada do Ouro

Muitas são as áreas preservadas do Caminho ou Estrada do Ouro

Foram vários caminhos do ouro, mas dois correm dentro do PNSB. O principal caminho é a rodovia RJ-165 um trecho de 10 quilômetros que aproveitou vários trechos da antiga estrada Real, os quais foram preservados com as pedras originais. O outro é uma trilha por dentro da Reserva, um trecho de 46 quilômetros, que os aventureiros levam em torno de quatro dias para descer os dois mil metros da Serra da Bocaina até o mar, sempre seguindo o rio Mambucaba. Para trilhar este segundo caminho, é necessário buscar o serviço de guias especializados e credenciados que irão solicitar a licença perante a administração do parque.  Os atrativos desta rota são muitos, entre essas as cachoeiras de Santo Isidro, das Posses e do Veado, a Pedra do Frade.

Trecho preservado da Estrada do Ouro

Um dos trechos preservados da Estrada do Ouro, junto a atual RJ 165

 Mas de carro qualquer um já pode percorrer o trecho de 22 quilômetros da RJ 165, que sai de Paraty até a divisa com a também histórica Cunha, em cima da serra, em São Paulo. Chamada de Estrada-Parque, essa via sofreu deslizamentos em 2009 e teve recebeu obras em um trecho de 10 quilômetros mantendo, em alguns pontos, as pedras originais da Estrada do Ouro.

Totem indicativo da Estrada do Ouro

Totem indicativo com a rota da antiga Estrada do Ouro

Pelas exigências do Ibama, a rodovia conta com “zoopassagens” aéreas e subterrâneas para a travessia dos animais, como micos, macacos, lobos guará, e até mesmo alguma onça. Sim, na vila de Trindade alguns moradores contam histórias de onças avistadas recentemente. Sempre têm grande audiência, esses valentes. A licença ambiental ICMBio/Ibama exigiu, ainda, a limitação de velocidade em 40 quilômetros/hora nesta subida ou descida de cerca de 10 quilômetros dentro da área do Parque. A RJ -165 permite visualizar a beleza da Reserva e da região, pois o Parque Nacional da Serra da Bocaina abrange deste o mar, até altitudes superiores a 2.000m, conforme consta no site do Parque. Dali, de cima, se tem a dimensão da beleza, da flora e da fauna.

http://www.icmbio.gov.br/parnaserradabocaina/guia-do-visitante.html

admin

Jornalista profissional, trabalhou nos principais jornais de Porto Alegre e Rio Grande do Sul. Prestou assessoria às entidades ABAV, Sindetur, Sindicato de Hotéis no RS e à Confederação das Organizações de Turismo da América Latina (Cotal). Atualmente atua com assessoria de imprensa na Assembleia Legislativa.

Você pode gostar...