Ivoti – A cidade das flores

Teufelsloch

Entrada para a Ponte do Imperador

Ponte do Imperador

Placa indicativa da Ponte do Imperador

Ponte do Imperador

Travessia sobre a Ponte do Imperador

No mês de outubro o município de Ivoti – a cidade das flores no Rio Grande do Sul – aproveita para promover a Feira das Flores. Na verdade ali existem flores durante todo o ano, seja na parte alemã da cidade ou na japonesa. A comunidade já sabe qual planta floresce em cada época do ano, e, por este motivo, cada canteiro ou arbusto em jardim fechado ou nas praças públicas, é mais colorido que outro. Os cuidados com o embelezamewnto chegou ao ponto de desenvolver uma indústria de cores, cheiros e muita alegria: são dez produtores que vivem exclusivamente em função das flores, seus aromas, suas cores e beleza.

Casa no Teufelsloch

Casa no Teufelsloch

Casa de 1907

Casa de 1907

Casa antiga no Teufelsloch

Casa antiga no Teufelsloch

Distante apenas 70 quilômetros da capital gaúcha, para quem segue pela BR-116, a pequena mas muito aprazível cidade tem tudo o que um visitante precisa: muito limpa, um povo hospitaleiro, bons bares e restaurantes. Meios de hospedagem simples, mas com qualidade, em especial na área rural. A história de Ivoti, que integra a Rota Romântica, vem de 1826, quando os alemães chegavam ao RS. Quando receberam a área, mata fechada, muitos arroios e corredeiras, escarpas com fortes declives, os alenães concluíram que estavam no “Teufelsloch” ou Buraco do Diabo. O certo é que com muito trabalho, esses abnegados sobreviveram, a ponto de, nos dias atuais, terem criado a Rota Turística Colonail Teufesloch! Venceram o mal.

Área coberta para eventos

Área coberta para eventos

Área de lazer às margens do arroio Feitosa

Área de lazer às margens do arroio Feitosa

Ponte do Imperador e arroio Feitosa

Ponte do Imperador e arroio Feitosa

O roteiro é especial. Começa na Ponte do Imperador, sobre o Arroio Feitoria. Ali, um núcleo de casas estilo enxaimel conta a historia de como tudo começou. Tem a casa do artesão, onde é possível adquirir lembrancinhas diversas em diversos padrões, o Museu Claudio Oscar Becker e um grupo de casas para a venda de cucas, doces, roscas, mel schimier e outros artigos coloniais, sempre no segundo e último final de semana de todos os meses. Esse mesmo roteiro adentra na zona rural e leva até a cachacaria Weber Haus, a Casa Amarela, onde o visitante pode agendar um “Früstück”, pique-nique ou, ainda, almoçar na Sociedade Teuto-Brasileira de Nova Vila.

Casa enxaimel no Teufelsloch

Casa enxaimel no Teufelsloch

Ponte pênsil interditada

Ponte pênsil interditada

Casa do artesão

Casa do artesão

Conforme a história, foi para promover o escoamento da produção agrícola que o Imperador Dom Pedro II fez uma doação de parte dos 75 contos de Réis para a construção da Ponte que leva seu nome. Isso ocorreu entre os anos de 1857 e 1864. Construída no estilo romano, a ponte tem 148 metros de comprimento e largura que varia de 7,7 a 14,2 metros. Construída em pedra grés empilhada e encaixada com uso de cimento apenas nas colunas que ficam dentro da água e três grandes arcos por onde passam as águas. Foi declarada patrimônio histórico nacional em 1986, quando foi tombada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Localiza-se a 1 km do Centro da cidade.

Placas indicativas

Placas indicativas

Área do Teufelsloch

Área do Teufelsloch

Placas indicativas do Teufelsloch

Placas indicativas do Teufelsloch

Na cidade alta, que surgiu depois de uns 30 anos após a chegada dos primeiros moradores, muitos subiram o morro – onde ainda resta uma escadaria de pedra com muitos degraus e grande declive. No topo – que fica na praça ao lado da Igreja Matriz de São Pedro, inaugurada em 1857 – uma linda vista e até mesmo um observatório ajuda. A antiga igreja é um prédio que foi tombado como patrimônio histórico, e que já sofreu vários incêndios, o primeiro deles em 1924. Na atualidade, está ainda chamuscada, porque a restauração anda lentamente.

Escadaria entre cidade baixa e alta

Escadaria entre cidade baixa e alta

Casa enxaimel no centro de Ivoti

Casa enxaimel no centro de Ivoti

Casa de 1907

Casa de 1907 dentro da cidade

Sociedade de canto Harmonia

Sociedade de Canto Harmonia no centro da cidade

http://ivoti.rs.gov.br/rota-colonial

http://portal.brasilalemanha.com.br/?page_id=112

admin

Jornalista profissional, trabalhou nos principais jornais de Porto Alegre e Rio Grande do Sul. Prestou assessoria às entidades ABAV, Sindetur, Sindicato de Hotéis no RS e à Confederação das Organizações de Turismo da América Latina (Cotal). Atualmente atua com assessoria de imprensa na Assembleia Legislativa.