Jalapão encanta jornalistas de turismo

Presstrip organizado pela seccional da Abrajet Tocantins de 21 a 23 de junho levou jornalistas especializados para conhecer alguns dos atrativos do Jalapão. Todos voltaram encantados com as belezas da região.

O primeiro atrativo visitado foi o Cânion Sussuapara, que, apesar de pequeno permitiu um relaxamento nesse contato direto com a natureza, após reuniões de trabalho no dia anterior. “Isso aqui é um santuário”, afirmou Juarez Tavares, presidente da Abrajet Rio Grande do Sul e colunista da revista Perfil, blog turismundo, jornal Bom dia SC e revista top Society.

Em seguida, o grupo deslocou-se para a comunidade quilombola Rio Novo, onde degustaram uma comida caseira em um dos restaurantes locais. O elogio à qualidade e simplicidade dos pratos foi unânime. Um descanso no redário instalado no local foi providencial para continuar a jornada até as Dunas do Jalapão, uma das principais atrações do Parque Estadual do Jalapão.

Parada no Recanto das Dunas, para tomar um drink, aguardar a foto emblemática do local para adentrar o Parque Estadual do Jalapão, no acesso às famosas Dunas do Jalapão.

Centro de Convenções José Gomes Sobrinho

A pousada no primeiro dia foi em Mateiros, onde está em fase de acabamento o Centro de Convenções José Gomes Sobrinho. Em torno do Centro de Convenções está sendo reformada uma praça, também com recursos provenientes de emenda Parlamentar do senador Eduardo Gomes (PL, ex-MDB e PSDB), filho do poeta escritor e cidadão palmense José Gomes Sobrinho (nascido pernambucano, já falecido). No local será construído um monumento com o nome desse poeta que foi figura marcante no nascimento e crescimento cultural de Palmas e também Tocantins. O complexo de obras é composto pelo Centro de Eventos, feira, praça, quadra de futebol Society, banheiros, academia ao ar livre, parquinho infantil, com previsão de inauguração já para o próximo mês de agosto.

Em Mateiros ficam as principais atrações do Jalapão.  A primeira a ser visitada pelos jornalistas especializados foi a Cachoeira do Formiga. Lá, todos pareciam ter retornado à infância, tal a alegria e o choque positivo ao usufruir dessa dádiva da natureza jalapoeira. O momento ficou mais alegre ainda com a comemoração do aniversário do abrajetiano Pierpaolo Nota, do Paraná. Foram momentos inesquecíveis.

Próxima parada: Fervedouro dos Buritis, onde os visitantes almoçaram. Um fervedouro é uma piscina natural cercada por vegetação densa, principalmente buritis  (palmeira). Nele você não consegue afundar, independente da profundidade. O fervedouro pode ter até 50 metros de profundidade que, mesmo assim, a pessoa não afunda. As águas afloram do fundo dos fervedouros, das areias.

Comunidade Quilombola Mumbuca e o Capim Dourado

Uma das experiências mais impressionantes foi a visita à Comunidade Quilombola Mumbuca, onde a diretora de comunicação da Abrajet Tocantins e ativista social, Maju Cotrim, apresentou a comunidade. Os jornalistas conheceram a história da Comunidade Quilombola Mumbuca, tiveram noção de como surgiu e como é executado o artesanato com o capim dourado e os derivados do buriti e assistiram à apresentação de música com a viola de buriti, única da região. Em seguida, visitaram a loja de artesanatos local.

O último destino do segundo dia de jornada foi o fervedouro Alecrim, já na entrada de São Félix do Jalapão, próximo ao Rio Novo. Alguns jornalistas praticaram o bóia cross no Rio Novo, antes de adentrar o fervedouro Alecrim, o único em período noturno experimentado pelo grupo.

Pousada Aldeia da Serra

No retorno a Palmas, os jornalistas contemplaram o Morro da Catedral, que fica em uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). Antes, já haviam conhecido um campo de capim dourado, que se reproduz de maneira natural nos brejões da região.

A caravana seguiu até Taquaruçu do Porto, distrito de Palmas, que fica na Serra do Taquruçu e tem como atração principal dezenas de cachoeiras. O almoço foi em uma delas, a Cachoeira do Evilson.

O último pernoite foi na Pousada de Xarme Aldeia da Serra, em Taquaruçu, que foi construída em uma mata de coco babaçu, aproveitando totalmente o meio ambiente sem lhe causar danos.

Fotos Abrajet Tocantins/Abrajet Nacional

SSL Bravulink